Este Governo E Partido Não Me Definem Mas Meu País Sim! Torçam pelo Brasil!

      Por Grupo Kronberg - (0) Comentários Em 30-05-2014
      Destaques

    torça pelo brasilEm 1970, na pequena cidade de São Sebastião da Grama, embalados pelo refrão “Noventa milhões em ação… todos juntos, vamos, pra frente Brasil, Brasil, salve a seleção!”, minha família e eu assistimos na pequena TV em preto e branco a vitória da seleção canarinho por 4 a 1 contra a Itália. Os gols de Pelé, Gerson, Jairzinho e Carlos Alberto estão vívidos em minha memória e ao relembrá-los, sinto ainda a forte emoção gerada pela maestria de nossos jogadores aliada ao inabalável patriotismo de meus pais e avô que choravam toda vez que ouvíamos o Hino Nacional.

    Meu avô e meus pais, infelizmente, já se foram. Entre inúmeras lições e exemplos de ética do trabalho, integridade, caridade, amor, deixaram também a paixão pelo nosso futebol e o amor por esse maravilhoso e sofrido Brasil. Não viram nossa país se tornar uma nação digna e respeitável por suas conquistas sociais, ambientais, tecnológicas, políticas e econômicas. Nem minha geração verá. Tampouco a de meus filhos!

    Tal constatação tem deixado as cabeças pensantes e dignas deste país desesperançadas, desacorçoadas, tristes e perdidas no meio de tanta incompetência, falta de visão de futuro e seriedade com a coisa pública de nossos políticos de mente estreita.

    Nós brasileiros estamos nos deixando afetar em demasia por estes sentimentos, principalmente o de desesperança, causados por um período sombrio em nossa história. Compreensível. Só se fala em corrupção, incompetência, improdutividade, cinismo, violência, greves, e na banalização da vida. Mas devemos mudar nossa perspectiva.

    Se os políticos atuais não possuem nenhuma preocupação com o legado que deixarão para as gerações futuras e espoliam nosso país como se seus filhos e netos aqui não fossem viver, nós pais, líderes, cidadãos verdadeiros deveríamos nos preocupar!

    Estamos sediando a copa de 2014. Não parece! Não há nada nem nas ruas nem no ânimo das pessoas que denote o fato de sermos os anfitriões de trinta e dois países que virão jogar em nossa casa. Estamos cometendo um equívoco ao equacionarmos o Brasil com o atual governo. Este governo e partidos passarão! O Brasil continuará. Este governo e partido não me definem mas meu país sim!

    Para muito além da discussão, ou manifestação, sobre e contra a prioridade de sediarmos a Copa em um país que ainda não consegue entregar serviços básicos de saúde, transporte e segurança com a qualidade e dignidade que seus cidadãos merecem, o fato permanece que a decisão já foi tomada.

    Vou me emocionar ao ouvir o Hino Nacional e a cada gol que marcarmos, na companhia de minha família e amigos. O governo brasileiro e o medo que este será favorecido pelo fato de nos tornarmos hexacampeões de futebol não determinarão meu comportamento!

    Meus pais e avô sim! E como eles, creio que a maioria do povo brasileiro seja ainda patriótica, trabalhadora, ama este país e nosso futebol e possui a consciência para a seriedade e importância do legado que deixaremos para as gerações futuras.

    Portanto, torçam! Sejam bons anfitriões, demonstrem que somos maiores que as mazelas deste blip triste e sombrio na nossa história! Vibrem! Chorem de alegria! De tristeza! Mas façam-no por suas motivações nobres e intrínsecas!

     

    Carlos Aldan






Assine nossa newsletter e não perca nossas novidades!