Inteligência Emocional em momentos de crise

      Por Grupo Kronberg - (0) Comentários Em 22-04-2015
      Inteligência Emocional

    inteligência emocionalSituações de perigo levam gestores a agirem de forma reativa e perderem a capacidade cognitiva, emocional e de percepção. Esse fato pode levar o líder a se concentrar somente na crise e acabar esperando o pior, sem traçar um plano de ação efetivo. Porém, existem maneiras de se obter um maior controle e serenidade, utilizando as técnicas e ferramentas da Inteligência Emocional (IE).

    Como dica para lidar com as inevitáveis crises de maneira efetiva o Grupo Kronberg recomenda evitar o pânico, influenciar as pessoas à sua volta de maneira positiva e construtiva. Não se trata de fingir que não há crise ou enxergá-la de forma irreal, pois a negação leva à perda da habilidade de enxergar. É possível enfrentar à crise e aos desafios, criando cenários positivos com a IE.

    Para praticar a Inteligência Emocional é preciso desenvolver a autoconsciência, competência que nos permite identificar nossas emoções e como elas alteram nossa forma de pensar e agir, além de como também afetam as pessoas à nossa volta.

    O líder deve saber em que pontos a crise pode afetá-lo e como esta impacta a equipe, porque assim ele consegue promover as emoções certas, de maneira adequada para cada situação e indivíduo.  Essa técnica permite lidar com as adversidades de forma efetiva e coletar informações que auxiliam a decidir com base em fatos e não em ‘achismos’.






Assine nossa newsletter e não perca nossas novidades!