Melhorar o processo de adaptabilidade é possível quando ocorre uma intervenção direta do líder

      Por Grupo Kronberg - (0) Comentários Em 11-06-2015
      Liderança

    Melhorar o processo de adaptabilidade ajuda no ambiente corporativoA adaptabilidade representa uma condição imprescindível para a sobrevivência tanto na vida pessoal quanto na profissional e hoje, com o ambiente empresarial em constante mudança, são necessários novos modelos para se adaptar à realidade do século 21. O denominado 'mundo VICA', volátil, incerto, complexo e ambíguo, gera dúvidas nos líderes sobre como se adequar a essa nova realidade.

    Essa atual complexidade do corporativismo se deve ao fato das pessoas ficarem relutantes quando estão diante de um profissional que pensa de forma diferente do que a empresa está acostumada, ainda mais com a entrada da geração Y. Há uma grande falta de empatia que dificulta o convívio dos profissionais. Para ter uma equipe de sucesso é necessário que haja uma relação amigável e de confiança entre os colaboradores. Devemos salientar que a própria forma de se relacionar mudou, e ainda muda, drasticamente. Hoje, existem inúmeras maneiras de se conectar com alguém, e cada maneira possui uma linguagem diferente para se adaptar.

    Ser adaptável não é uma questão apenas do quociente de inteligência (QI), mas principalmente do quociente emocional (QE), área recente amplamente estudada pela neurociência e que promete ser a chave dos relacionamentos e sucesso no meio corporativo. O líder que cria uma visão de futuro inspiradora e, ao mesmo tempo, condizente com os valores da empresa e da equipe, faz com que as pessoas se tornem mais produtivas por terem uma direção a seguir. A adaptabilidade da liderança está ligada não só ao resultado financeiro imediato, mas à perpetuidade do negócio.






Assine nossa newsletter e não perca nossas novidades!