O que é gamification?

      Por Grupo Kronberg - (0) Comentários Em 24-10-2017
      Coaching

    Muitas pessoas já se depararam com o termo e se perguntaram: afinal, o que é gamification? Pois é, o conceito vem do mundo dos jogos e por isso ainda não é tão conhecido no ambiente corporativo, mas a expectativa é que isso se altere e que esse termo seja cada vez mais comum nas empresas.

    Ainda curioso sobre do que se trato o conceito? Já vamos explicar e mostrar qual o sentido dele quando referimo-nos ao ambiente empresarial. Confira!

    Afinal, o que é gamification?

    Gamification é um termo em inglês traduzido como gamificação. O conceito refere-se ao uso das técnicas, estratégias e do design de jogos em contextos que não sejam necessariamente dos games. Mas por quê?

    Atualmente, se juntarmos todas as pessoas do mundo, o tempo gasto semanalmente com jogos é de 3 bilhões de horas. Há milênios os jogos são usados para diversão, distração e também conhecimento, aprimorando competências e incentivando os jogadores a continuar. Enquanto jogar é considerada uma atividade relaxante, mesmo quando desafiadora, outras ações, como estudar e trabalhar são tidas como obrigações e muito menos prazerosas.

    A partir dessa perspectiva o designer de games Jane McGonigal em uma palestra no TED destacou que os conceitos aplicados aos jogos que os tornam tão atraentes para pessoas de todas as idades poderiam ser transferidos para outras práticas, tornando-as tão desafiadoras e prazerosas quanto os jogos.

    Dessa forma, o conceito de gamification ganhou mais espaço nas empresas, afinal, desenvolver tarefas do dia a dia com a mesma atenção e empenho que dedicamos aos jogos seria muito interessante, não? Para aplicar essa metodologia na empresa não necessariamente deve-se desenvolver um jogo, mas aplicar as quatro características básicas dos games, que são:

    • meta: é o objetivo pelo qual faz sentido desenvolver uma tarefa, seja em fases diferentes ou no jogo como um todo;
    • regras: são as maneiras que o jogador deve se portar para cumprir a meta, se quebrar as regras, o jogador perde, portanto elas devem ser conhecidas e aceitas;
    • sistema de feedback: é o mecanismo de engajamento e motivação que mostra ao jogador a evolução dele;
    • participação voluntária: significa que o jogador deve conhecer e respeitar as três características anteriores, ele deve participar espontaneamente da ação.

    Agora, o objetivo é que essas quatro características façam parte de áreas do negócio. Veja como!

    Gamification no ambiente empresarial

    De acordo com uma pesquisa da consultoria Gartner, até 2018, a gamification será um mercado que movimentará mais de 5 bilhões de dólares no mundo todo e até 2020, 70% das maiores empresas globais terão ao menos uma solução que utiliza a gamificação.

    As empresas começam a usar a técnica com dois objetivos principais, o primeiro é de melhorar o engajamento dos times, aumentando o desempenho das equipes com práticas que promovam colaboração e competição, dois instintos humanos que tornam um objetivo mais interessante e almejado.

    Também é possível usar a gamificação no relacionamento com o consumidor, promovendo interações que incentivem determinadas ações (como avaliação, recomendação ou divulgação) em troca de recompensas reais, como descontos, brindes e outras.

    O importante atualmente é que os gestores entendam o que é gamification e como esse conceito tende a mudar a forma como empresas se relacionam com os colaboradores e também com os clientes. Compreender as novas tendências de mercado é essencial para que o negócio mantenha-se atualizado e competitivo.






Assine nossa newsletter e não perca nossas novidades!